Testar. Esse é o momento!

Grupo animado. Jogadores vêm chegando e com aquela animação total. Parece que o novo grupo do USC vai ser tão feliz quanto o que terminou vencendo a Taça Minas Gerais. Amizade e cumplicidade fazem um time forte. Alegria e bola pra frente.

Souza, só em janeiro. O atacante Souza, que brilhou no Uberlândia e Santa Cruz chega no início de Janeiro. O moço tem faro de gol, pois é chegado à zona do agrião e pode fazer a alegria da massa colorada. Em forma, Souza joga muita bola.

Desabafo do Ernani. O diretor de Futebol do USC Ernani Nogueira desabafou: ele não gostou da valorização total do Marcelo Araxá e disse: “Ele não fez nada sozinho. Trabalhamos em conjunto. Quem contrata sou eu”. Ernani tem muito valor. Concordo plenamente.

Luciano e Marcel jogaram. O zagueiro Luciano e o lateral Marcel jogaram amistoso pelo Atlético Sorocaba contra o Grêmio Osasco. Luciano começou na reserva, Marcel entrou jogando. O time sorocabano estreia na A2, dia 15 de janeiro, contra o Palmeiras B.

Sertãozinho é o adversário. Acho providencial o amistoso marcado contra o Sertãozinho para o dia 22, quarta-feira. O tempo é curto e alguns jogadores devem ser testados. O importante no futebol é o time mostrar sua “cara”. Birigui precisa montar o time.

O momento é de testes. Mesmo sem tempo para testar jogadores, aqueles desconhecidos que estão chegando para tentar a sorte no USC, têm que ser vistos com bons olhos. Quem sabe surge uma promessa? “De onde não espera é que sai”, diz o ditado.

“BP”: o pesadelo continua. Todos sabem que o estádio Boulanger Pucci já não pertence mais ao Uberaba SC (o torcedor não aceita), mas a reavaliação feita na terça-feira pode dar o que falar. No fritar dos ovos, o Zebu pode até levar vantagem. Todos rezam por uma virada.

Carlos Roberto Moura – Ticha – carlosticha@hotmail.com
Anúncios

O balanço acabou sendo favorável..

C A N E L A D A S

A torcida do Uberlândia mudou o sobrenome do seu zagueiro que, depois daquele gol contra, passou a ser chamado de “Matheus o nosso time”.

– Tigrinho, o que aconteceu com aquela parte da torcida do Sete Colinas?
– Não sei, deve ter explodido!

– Não está nada fácil fazer piada pra torcida do Uberlândia.
– Por quê?
– Depois daquela de domingo, ninguém mais quer rir…

Frase escrita na bicicleta do Foguinho:
“Quando a caroneira é feia, se for longe não levo, se for perto, vai a pé”.

BOLA DE MEIA

Tabela castiga USC. Para completar um ano cheio de problemas no USC, a FMF divulgou a tabela do Campeonato Mineiro 2011 castigando o Colorado. Quando todos esperavam que o time jogasse seis vezes em casa, a tabela mostrou o contrário. É perseguição?

Festejou com os Periquitos. Felicidade dupla. Depois da conquista do USC dentro do Parque do Sabiá, o apaixonado pelo Zebu, Cadu Bueno, festejou o título em Uberlândia, e ficou surpreso com a hospitalidade dos torcedores do Verdão. Tudo é festa. Isso é ótimo!

Louco pelo USC. O torcedor do Uberaba SC continua comemorando a conquista do tri da Taça Minas Gerais. Quem ainda não sabe aonde colocar tanta alegria, é o quase que fanático Denis Oliveira. Certinho garoto, é saber curtir a felicidade.

Equipe é elogiada. Não esperava tanto em pouco tempo. A cidade vem rasgando elogios à equipe “Pé Quente”. David Augusto, Túlio Michelle, Gullit Pacielle, Bruno Souza, Felipe Santos, João Luiz, Rodrigo e Eric Vernise estão botando pra quebrar. É o jornalismo sério e competente. O comando é de Larissa Prata Ciabotti. Rádio JM é sucesso.

USC: ano foi cruel. Em minha opinião, o ano de 2010 não foi muito bom para o Uberaba SC. Entre erros e acertos, perdas e danos, mas concluindo com a felicidade da conquista do título da Taça Minas, acho que o balanço acabou sendo favorável. Foi de muita luta.

Araxá fica no Uberaba. Geografia do futebol aponta que Marcelo ARAXÁ fica mesmo em UBERABA. O gerente de futebol tem planos para a sua carreira e para o USC. Isso é bom, pois Marcelo, com sua competência conquistou a torcida. Pode vir coisa boa por aí.

USC vai ter que rebolar. Na verdade, o USC vai ter que rebolar no Mineiro-2011. Jogar seis vezes fora de casa não estava no contexto do clube. Na terceira e quarta rodadas o time jogará fora. Isso será repetido na sétima e oitava rodadas, onde pega Democrata e Atlético. O time colorado vai ter que apelar para sorte e competência. Abusaram! TRAVA.

Carlos Roberto Moura – Ticha – carlosticha@hotmail.com

Tudo nosso!


C A N E L A D A S

O repórter pergunta ao Moacir Júnior:
– Professor, não deu para desatar?
– Desatar o que, cara?
– O “nó de boiadeiro” que o Birigui te deu?

– Ao chegar ao Parque do Sabiá, Marcos Birigui foi abraçar o Moacir Júnior.
– Que frescura foi essa?
– Tem que tratar bem seu melhor freguês…

O Uberaba SC é que está certo em bater no Uberlândia: afinal periquito no campo é bem melhor do que papagaio no banco…

A marcação em cima do Renna foi na base do gruda: ontem, quando o meia levantou-se e foi escovar os dentes, antes olhou no buraquinho da fechadura pra ver se o Balduíno estava esperando por ele…

No meio da torcida toda empolgada, encontro o Foguinho:
– Foguinho, o USC levantou o caneco.
– Legal, eu também quero o meu bastante cheio e com muita espuma…

BOLA DE MEIA

Parque do Sabiá é nosso. Comprovado, registrado e historicamente marcado. A torcida do USC “matou a pau” quando cantou no Parque do Sabiá: “O Parque do Sabiá é nosso”. Foi dito e feito. O USC foi, viu e ganhou o jogo e o título. Que festa!

Vitória da cumplicidade. Quando solicitado para dar as notas individuais, achei que não devia, pois, na certeza cometeria injustiças. A nota do grupo é 10, pois a cumplicidade foi a tônica da conquista do título. Todos dentro da proposta de trabalho brilharam.

Conquista inédita. A conquista do tri da Taça Minas Gerais dentro do Parque do Sabiá em cima do Uberlândia, pode ser considerada como inédita. Essa foi a primeira decisão oficial entre as duas equipes. Foi vibrante. Todos estão vermelhos de felicidade. Fantástico!

Obrigado guerreiros. A torcida rezou e agradeceu os jogadores do USC pelo futebol apresentado na decisão contra o Uberlândia. Quando não deu na técnica, o esquema e a raça prevaleceram dando forças aos guerreiros para conseguir a superação. Foi positivo!

Marcinho ou Matheus? Até hoje, o torcedor, mesmo aqueles que viram o lance ao vivo e pela televisão perguntam de quem foi o gol do USC: Marcinho ou Matheus contra? O gol foi contra, mas podem abraçar o Marcinho. É aquela estória do toco…

Plano “nó” foi pra liquidar. Não foi porque o USC ganhou do Uberlândia, mas os treinamentos planejados pela comissão técnica do USC, sob o comando do Marcos Birigui, acabou prevalecendo no momento de “secar o bagaço”. O que foi elaborado acabou se encaixando.

Torcida foi fiel. A torcida do USC mostrou ser amiga e principalmente fiel com o clube. Foi na tristeza e na alegria que ela esteve sempre presente. Chorou nos momentos difíceis e sorriu no momento alegre. Ela também foi cúmplice no sofrimento e na conquista.

Foi um momento épico. Pela importância do jogo, pela história dos dois clubes, pela rivalidade do derby, acho que a conquista do USC dentro do Parque do Sabiá, contra o Uberlândia, que jogou bem e valorizou a vitória colorada, foi um momento épico. TRAVA.

Carlos Roberto Moura – Ticha – carlosticha@hotmail.com

COLUNA: Bico da Chanca


C A N E L A D A S

Todo treinador já sabe disso: Quanto mais o treino é secreto, mais ele aparece…

Time de futebol que vence outro, principalmente por ter melhor preparo físico, é como um carro de Formula 1 que vence sempre, por ter melhor motor…

O paciente vai ao médico:
– Doutor, aquela dorzinha chata voltou!
– Puxa, que coincidência, o seu chequinho também voltou…

Depois de ter tomado aquele gol de cabeça feito pelo baixinho Marcinho, o técnico Moacir Júnior coçou a cabeça e falou:
– Minha defesa só chega ao alto quando sobe de elevador…

“Se papo ganhasse jogo, Peru estaria cheio de medalhas…”

– Quem que você mais teme no Sabiá: o trio de zagueiros, ou o trio que faz o meio-campo?
– O trio de árbitros…

BOLA DE MEIA

Arbitragem preocupa. O que mais preocupa os ligantes na grande decisão de domingo, no Parque do Sabiá, é o trio de árbitros. Confiar em quem? A cada jogo, os escalados fazem lambanças e o espetáculo é prejudicado. Estamos de olho no apito.

Torcida vai com tudo. Pelo menos uns oito ônibus devem seguir lotados com torcedores do USC para o jogaço de domingo. Na verdade, o torcedor não vê o momento de a bola rolar. A torcida do Colorado tem feito a diferença. Domingo não será diferente.

Maxsuel foi absolvido. A ótima notícia chegou até a comissão técnica do USC. O volante Maxsuel foi absolvido e pode ser escalado no derby que decide a Taça Minas Gerais. É um reforço de qualidade para o meio-campo. Maxsuel marca bem e tem boa saída.

Cadu quer jogar. Ainda sentindo a contratura que o tirou da sequência do primeiro jogo contra o Uberlândia, o atacante Cadu faz tratamento intensivo para se recuperar até a partida no Parque do Sabiá. Acho muito difícil. Nessa, o artilheiro pode ficar só na vontade.

Quem vai com a 10? A preocupação do torcedor é saber quem vai com a camisa 10, diante do Uberlândia. Fabiano Souza seria o nome, mas não atravessa bom momento. Evandro está sendo testado, mas acredito que Maxsuel pode mudar o desenho do jogo.

Vai mudar o esquema? Conforme a escalação a ser adotada por Marcos Birigui, o USC deve mudar o desenho do jogo e a maneira de jogar. As opções estão sendo testadas. Rogério ou Felipe? Evandro, Gabriel, Maxsuel, Fabiano Souza estão sendo treinados.

É ganhar o meio-campo. No meu modo de entender o futebol, acredito que, quem levar a melhor no duelo do meio-campo no clássico, poderá ganhar o jogo. A briga vai ser das melhores, pois qualidade não vai faltar. É treinar e executar. Vai ser aquela parada.

Faltam noventa minutos. Faltam apenas noventa minutos para saber quem fica com a Taça Minas Gerais. O vencedor será conhecido depois de muita emoção, que o clássico do Triângulo sempre traz. Portanto, preparem seus corações, a batida vai ser muito forte. TRAVA.

Carlos Roberto Moura – Ticha – carlosticha@hotmail.com