Cene-MS crê em sucesso no julgamento

O futuro de cinco equipes que disputam a Série D do Campeonato Brasileiro será decidido amanhã, às 18h, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Madureira, Cene-MS, Tupi, Uberaba e Rio Branco aguardam a decisão da comissão julgadora sobre a escalação irregular do jogador do Madureira, Wesley Dionísio Monteiro. Se o resultado do julgamento for favorável ao Cene, o time carioca perderá nove pontos e estará automaticamente eliminado da competição. Com isso, o Rio Branco-ES enfrentará o Tupi e o Uberaba irá a Campo Grande enfrentar o time sul-mato-grossense.

 O advogado do Cene, Luiz Fernando Lopes Ortiz, explicou que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) reconhece a irregularidade da situação do atleta junto à entidade. “Estive no Rio de Janeiro, na quinta-feira, e a CBF já confirmou que o jogador realmente estava sem a regularização e o julgamento acontecerá amanhã. Pedimos a paralisação desta rodada e o adiamento da partida”.

 Time. A comissão técnica está confiante na classificação do Cene e segue normalmente os trabalhos com os jogadores. Ontem, o grupo se reapresentou e o técnico Mirandinha começou o planejamento da equipe, visando a partida contra o Uberaba Sport Club.

 “Estamos confiantes. Existe uma irregularidade e vamos brigar pelo nosso direito. Demos folga aos jogadores no domingo, mas agora já estamos focados na continuidade da competição”, disse o técnico.

 Caso o Cene enfrente o Colorado, Mirandinha poderá ter os desfalques do atacante Baiano e do lateral Branco. Os dois serão julgados pela Comissão Disciplinar nesta quarta-feira.

 “Posso ter estas duas baixas. Vou começar a montar o time titular amanhã e dependendo dos julgamentos dos jogadores, podendo haver mudanças na quinta-feira”, afirmou Mirandinha. Caso a CBF confirme a perda dos pontos do Madureira, o Cene receberá o Uberaba no sábado (4), às 16h, no Estádio Morenão.

Rafael Ipuã fica fora por até três semanas

Para quem esperava uma boa notícia sobre a volta do camisa 10 do Uberaba Sport Club, Rafael Ipuã, aos gramados, terá que aceitar o processo de recuperação do jogador, que levará de duas a três semanas. O ortopedista Constantino Calapodópulos confirmou o diagnóstico dado pelo médico José Martins, que atendeu Ipuã após ser atingido pelo camisa 7  do Funorte, Anderson Toto, em jogo válido pela primeira rodada da Taça Minas Gerais.

“O Rafael sofreu uma lesão de ligamento, grau 1 a 2. É importante respeitar o tempo para tratar entorse”, analisou o médico, que amanhã  vai avaliar as radiografias feitas após Rafael sofrer a contusão.

A notícia deixou o jogador frustrado. Na semana anterior, Rafael demonstrou bastante confiança num retorno mais rápido aos treinos.

“É complicado saber que vou ter que parar todo este tempo. Estava numa fase boa, fazendo gols. Ficar afastado agora é tudo que eu não queria”, lamentou Ipuã.

Apesar da frustração de não jogar nos próximos 20 dias, o meia garante que a situação poderia ter sido pior. “Graças a Deus não foi nada mais sério. Fico triste por parar, mas agora é cuidar, tratar e tentar voltar no mesmo pique”.

Programação. Até amanhã, quando será decidida a situação do Madureira na Série D do Campeonato Brasileiro, o técnico Marcos Birigui segue a preparação para a partida contra o Tupi, de Juiz de Fora, marcada para  sábado (4), às 16h, no Estádio Radialista Mário Helênio. Amanhã, Birigui comandará o primeiro coletivo, às 15h30, no estádio Uberabão.

Luís César, o Maçarico retorna ao USC


Conforme anunciado no sábado, dia 28, pela Rádio JM, antes da partida entre Mamoré x Uberaba, Guilherme Oliveira deixou o cargo de preparador físico do Uberaba Sport Club. No lugar dele, a diretoria confirmou o retorno de Luís César – Maçarico, que já na tarde de ontem iniciou a semana de trabalhos com os jogadores. Guilherme Oliveira deixa o clube para exercer a profissão de fisiologista em Goiânia. “A proposta é realmente boa. Além disso, a minha família é de Goiânia e ficar mais perto pesou na hora da minha decisão”, revelou Guilherme.

Enquanto isso, no campo do estádio comunitário Adroaldo Espiridião, os jogadores retomaram os trabalhos com o preparador físico Luís César.

Em sua última passagem pelo Colorado, Maçarico alegou problemas de relacionamento com o diretor de futebol, Ernani Nogueira. Na ocasião, o preparador físico e o dirigente não chegaram a um acordo trabalhista.

“Não é um problema de relacionamento. A questão foi de acertos entre empregado e empregador. Nada que o diálogo não resolva. Conversamos e chegamos a um acordo”, esclareceu. Ernani Nogueira afirmou que a proposta do clube é a mesma e o Maçarico resolveu aceitar as condições impostas pela diretoria.

“A questão é o que o clube pode ou não fazer. Nós não vamos fazer nada além daquilo que temos condições de fazer. Não é uma questão de aparar as arestas comigo, mas de aceitar o que outros diretores também decidiram”, completou Ernani.

Maçarico revelou que está satisfeito por voltar a trabalhar no Uberaba Sport e veio com o “coração aberto” para ajudar o time nos seus propósitos.

Janaína Sudário

Leonardo Condé reassume Tupi e solicita contratações

O bom filho à casa torna. Foi assim que Leonardo Condé reassumiu o Tupi de Juiz de Fora, na tarde desta segunda-feira. O técnico comandou o Galo Carijó em 2009 e no Campeonato Mineiro de 2010.

“Retornar ao clube que sempre me tratou tão bem e que confia no meu trabalho é sempre bom”, garantiu Condé. Ele ainda informou que por conhecer quase 60% do elenco, fica mais fácil conduzir o grupo.

“Perdemos alguns jogadores importantes como Ademílson e Marcelinho, mas agora vamos sentar com a diretoria para ver como ficam as contratações”, completou, dizendo que já indicou alguns jogadores, mas não quis revelar os nomes por ainda estarem em negociação com a diretoria do clube.

Sobre o atacante Ademílson, destaque no primeiro semestre, Leonardo informou que a volta dele ao Tupi não depende apenas da vontade do treinador e da diretoria. “Envolve muitas situações, inclusive o acerto dele com o Ipatinga e ainda com o Tupi. Existe o interesse, mas temos pouco tempo para inscrevê-lo, não sei se ainda daria certo.”

Quanto ao duelo com o Uberaba Sport, que poderá acontecer neste sábado, Condé afirmou que as duas equipes sempre realizaram grandes jogos.

“Não sabemos qual será a decisão do STJD, quanto ao jogador do Madureira, mas não temos preferência em relação ao Uberaba ou o Rio Branco. É claro que enfrentar o Uberaba envolve a tradicional rivalidade, e com certeza teremos mais uma grande apresentação”, finalizou.

Arbitragem. Se houver o jogo de ida entre Tupi e Uberaba, o árbitro da partida será Átila Carneiro Magalhães, sendo auxiliado por Vinícius Gomes e Marconi Helbert Vieira. Todos de Minas Gerais.

Adversário do USC na Série D será decidido nessa quarta

O Uberaba ainda aguarda a definição do caso de uma possivel punição ao Madureira, que se for confirmada eliminará o clube carioca, dando assim lugar ao sul-matogrossense, CENE, tornando a ser o novo adversário do USC na primeira eliminatória da Série D do Brasileiro. O Tupi, atual adversário, enfrentaria o Rio Branco-ES.

A Terceira Comissão Disciplinar julgará nesta próxima quarta-feira, 01 de setembro de 2010, às 18hs, no Plenário do Superior Tribunal de Justiça Desportiva a equipe do Madureira Esporte Clube, no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

O documento enviado pelo secretário do STJD, André Luiz B.da Silva comunica ainda que os jogadores Giliard Santos Oliveira e Wanderson Antoniazi Pereira, ambos os atletas do CENE também serão julgados.

Entenda o caso

O CENE descobriu que o líder da tabela, Madureira E.C, disputou a primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D com um jogador irregular. O atleta Wesley Dionísio Monteiro, jogou em três partidas como jogador de forma irregular, pois o nome do atleta não consta no Boletim Informativo Diário Eletrônico (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

De acordo com o regulamento da CBF no Art. 5º – Somente poderão participar do campeonato os atletas que tenham sido registrados na DRT e cujos nomes constem do BID publicado pela DRT até o último dia útil que anteceder à cada partida.

O departamento jurídico do CENE sabendo desta informação entrou no dia 26, com recurso inominado pedido liminar junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O Dr. Luiz Fernando, advogado do clube, já está no Rio de Janeiro para protocolar o pedido juntamente ao STJD com dois objetivos: Levar ao conhecimento do STJD a situação do atual líder do grupo e pedir providencia para que a pena seja aplicada.

Segundo o Código Brasileiro de Justiça Desportiva a pena para quem comete essa infração é perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente. Caso este recurso seja acatado o Madureira perderia 9 pontos e com isso o CENE voltaria para a briga.

Esporte MS

Fora de casa, Colorado vence Mamoré

Em situações desfavoráveis na tabela após estreiar com derrota, Mamoré e Uberaba se enfrentaram neste sábado em Patos de Minas. E o Colorado volta satisfeito para o Triângulo Mineiro pois venceu e se aproximou dos líderes da Taça Minas Gerais. Sem Ipuã (lesionado) e Augusto César (suspenso), Fabiano Souza e Evandro entraram e os substituiram a altura.

O jogo começou equilibrado e com muitas faltas pelo lado do Mamoré. E foi após uma dessas faltas que saiu o primeiro gol, aos 39 minutos: Balduíno que já havia sofrido outras faltas, foi derrubado, na cobrança Fabiano Souza contou com um desvio para estufar as redes. O segundo gol, aos 45 minutos, saiu após outra cobrança de falta. Dessa vez a bola foi levantada e o zagueirão Felipe desviou para o fundo do barbante.

No segundo tempo, o Colorado seguiu assustando com a forte bola parada e o Mamoré não cansava de fazer faltas, principalmente por parte do jogador Rudson que por erro da arbitragem acabou não sendo expulso. O Mamoré que não assustava muito, conseguiu marcar após um rápido contra-ataque mas o bandeira anulou o gol alegando posição de impedimento do jogador.

Poucos minutos depois do gol anulado do Mamoré, o Uberaba deu a resposta. Após tabela com Fabiano Souza, Evandro saiu cara-a-cara com o goleirão e com um toquezinho na pelota colocou ela no fundo das redes. Já nos acrescimos, os donos da casa diminuiram com Reinaldo de cabeça.

É de se destacar que o goleiro Fernando foi bem e que não será nenhuma surpresa se o jogador entrar de titular nas próximas partidas.

O Uberaba do treinador Marcos Birigui jogou com Fernando; Luciano, Rodrigão e Felipe; Ivonaldo, Balduíno, Gustavo (Maxsuel), Fabiano Souza (Marcel) e Fabiano; Evandro e André Nascimento (Flávio Henrique).

O próximo jogo do Uberaba na Taça Minas Gerais será contra o Uberlândia, em Uberlândia no Parque do Sabia.