CBF explica regulamento

A diretoria de futebol da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) esclareceu o regulamento da Série D, que ainda deixava dúvidas quanto ao critério utilizado para classificação de três equipes por índice técnico.

Em nota publicada na tarde de hoje, a entidade esclareceu que dos cinco times eliminados no próximo sábado, três serão classificados para a 4ª fase dependendo do rendimento das fases anteriores. Com isso, o Uberaba Sport Club garante sua permanência no Campeonato Brasileiro e mantém viva a esperança de conquistar o acesso à Série C de 2011.

O Zebu ocupa o segundo lugar na classificação geral da Série D e tem o melhor ataque entre os dez times que brigam pelo acesso.

No próximo sábado, às 15h, o Colorado visita o Madureira, no Aniceto Moscoso, com arbitragem de Fabrício Neves Correa/RS, Carlos AugustoNogueira Junior/SP e Daniel Luis Marques/SS.

Confira a nota oficial

Uberaba e Villa Nova ficam no 0x0

O Uberaba Sport bem que tentou, mas não conseguiu furar a boa defesa do Villa Nova, ontem, no estádio Uberabão, e apenas empatou com o time de Nova Lima. O jogo, que valia a liderança da Taça Minas, terminou com o Villa comemorando o fato de permanecer no topo da tabela. Já o USC lamentou a arbitragem de Josué Otaciano dos Santos.

Antes mesmo de a partida começar, a torcida já lamentava a primeira baixa da noite: Rafael Ipuã, que jogaria ao lado de André Nascimento no ataque, foi poupado por ter sentido uma contusão. Com a bola rolando, o time ainda que sem organização, lançou-se ao ataque, sempre com os meias buscando Evandro e André Nascimento, que pouco apareceram no jogo.

No entanto, depois dos 20 minutos de partida, o Villa conseguiu esfriar o jogo e, o USC entrou na onda, demonstrando pouca atitude para chegar ao gol. Como se não bastasse, aos 35 minutos, o zagueiro Rodrigão acabou sendo expulso, após uma confusão com o atacante Allan, do Villa Nova. “O Allan é meu amigo, brinquei com ele e o árbitro entendeu como ofensa”, afirmou o defensor colorado, que ainda viu Marcos Birigui ser expulso do banco de reservas.

Já na segunda etapa, o Leão do Bonfim voltou com o propósito de segurar o empate. Apesar disso, os visitantes ainda criaram pelo menos três chances claras de gol. Mas assim como foi no primeiro tempo, a defesa do USC se impôs e conseguiu não ser vazada.  Nos 15 minutos finais, coube ao Villa administrar a posse de bola, enquanto o USC tentava aplicar o bote, sem sucesso.

No final, o USC, além de lamentar o empate, ainda saiu de campo com duas baixas. Rodrigão, expulso, e o lateral-direito Ivonaldo, contundido. Além do lateral, Rafael Ipuã ainda é dúvida para o jogo de sábado, contra o Madureira, no Rio de Janeiro, pelo Brasileirão – Série D. “Temos baixa. Mas tentaremos levar uma equipe forte para o Rio”, afirmou Birigui, ainda lamentando o empate sem gols, dentro de casa.

Cartões amarelos preocupam Birigui

Após o jogo contra o Villa Nova, o técnico do Uberaba Sport, Marcos Birigui, volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro da Série D. Uma das primeiras tarefas do treinador é decidir se poupa, ou não, alguns jogadores para a partida contra o Madureira/RJ. O jogo está marcado para sábado (2), às 15h, no Estádio Aniceto Moscoso,  na cidade do Rio de Janeiro.

A dúvida se deve ao fato de que cinco jogadores considerados titulares estão com dois cartões amarelos. Eventualmente, se receberem o terceiro nesta partida, estariam de fora do primeiro jogo da quarta fase do Brasileirão, a qual vale vaga na Série C do Campeonato Brasileiro. “É uma situação complicada que ainda não deu tempo para pensar. Nesse momento penso e vivo o jogo contra o Villa Nova. Primeiro temos esse jogo pela Taça Minas, depois o foco passa a ser o Madureira”, explica o técnico.

Os jogadores pendurados são: Fernando (goleiro), Rogério (zagueiro), Ivonaldo (lateral-direito), Gustavo (volante) e Augusto César (atacante).

Dois fatores possivelmente devem pesar na decisão do comandante alvirrubro. Como o Zebu está matematicamente classificado, o técnico poderia abrir mão dos atletas titulares no jogo de sábado e contar com eles para o primeiro duelo da quarta fase do Brasileirão.

Por outro lado, pesa a vontade de eliminar o Madureira no confronto mata-mata. Caso o Zebu conquiste a classificação no duelo de 180 minutos, teoricamente encara um adversário inferior. Se passar de fase pelo índice técnico, o time Alvirrubro encara uma equipe supostamente melhor posicionada no certame.

Entretanto, a situação do Colorado para avançar sem depender do índice técnico é complicada. Como perdeu o primeiro jogo em casa por 3 x 1, o Zebu precisa vencer o Madureira dentro de seus domínios por uma diferença de três gols. A classificação também pode vir com uma vitória por dois gols de diferença, porém, o ataque precisa fazer quatro ou mais gols.

Gullit Patielle

Uberaba Sport tem nova dupla de ataque

Coletivo apronto realizado na tarde de ontem definiu a equipe titular do Uberaba Sport para o confronto contra o Villa Nova, hoje, às 19h, no estádio Uberabão. O jogo é válido pela Taça Minas Gerais e o USC busca a vitória para se igualar no número de pontos com a equipe de Nova Lima, líder da competição, com 13 pontos conquistados.

Ciente de que não terá vida fácil contra o Leão do Bonfim, time responsável pela única derrota do USC na competição, o técnico Marcos Birigui decidiu apostar em uma “nova” dupla de ataque. André Nascimento e Rafael Ipuã, que atuaram juntos no Campeonato Mineiro, começam jogando. No entanto, o técnico avisa que não se trata de mais um teste. “Teremos uma nova formação no ataque. Minha intenção é encontrar o melhor companheiro para o André Nascimento. Quem sabe não está nascendo a nova dupla de ataque”, salientou o treinador, reconhecendo que Evandro, que vem tendo chances, não passa por um bom momento. “Ele seria o substituto natural, mas não está bem. Já o Ipuã cresceu muito”, completou.

Se por um lado Evandro lamenta a opção do técnico, Fabiano Souza comemora o fato de estar relacionado entre os titulares para a partida diante do Villa. Como Ipuã será deslocado para o ataque, ele, Fabiano Souza, ocupa a vaga do camisa 10. Mesmo com estilo de atuar diferente do meio-campista titular, Souza tem a confiança do chefe. “É mais uma oportunidade para ele. O Fabiano já conhece o clube, o Evandro vem se adaptando. Por isso, optei por escalá-lo”, disse Birigui.

Já no gol, o titular será Glaysson. Fernando começa no banco. A escalação dos goleiros, por sua vez, deverá continuar acontecendo de forma alternada para que ambos não percam o ritmo de jogo. “Já fui goleiro e sei que é preciso jogar para não perder o ritmo”, revelou o treinador.

Assim, a equipe titular deve formar com Glaysson; Luciano, Rodrigão e Rogério; Ivonaldo, Balduíno, Gustavo, Fabiano Souza e Fabiano; Rafael Ipuã e André Nascimento. No banco estarão Fernando, Marcel, Maxuel, Gabriel, Max, Felipe Belém e Evandro.

Já a equipe do Villa chegou a Uberaba sem o time titular definido, característica do técnico Flávio Lopes. No entanto, o escrete deve ser o mesmo que derrotou o USC por 2 x 0, em Nova Lima, no dia 18.

Cadu e Felipe retornam aos treinos

O técnico Marcos Birigui recebeu duas boas notícias na reapresentação do elenco. O zagueiro Felipe e o atacante Cadu, recuperados de contusões, retornaram aos treinos ontem. Eles foram liberados pelo departamento médico para treinos físicos. Entretanto, os jogadores só devem ficar à disposição de Marcos Birigui para jogos oficiais na próxima semana.

Com isso, os atletas devem voltar na partida contra o Tricordiano, que acontece em Três Corações, no dia 10 de outubro, às 10h30, no Estádio Elias Arbex.