Colorado empata com a Francana

Colorado esbarrou na forte marcação da Francana (Por José Rodrigues)

No primeiro teste oficial desta pré-temporada, o Uberaba Sport empatou em 0 a 0 com a Francana, em amistoso realizado na tarde deste sábado, na cidade de Jeriquara/SP. Sem se preocupar muito com o resultado da partida, Nenê Belarmino aproveitou o duelo para avaliar o desempenho individual de cada atleta.

Com a equipe considerada titular, o Colorado comandou as ações no primeiro tempo. O time manteve a posse de bola e o controle da partida, mas esbarrou na criação de jogadas no meio-de-campo e acabou não tendo boas oportunidades para marcar. Os laterais Nerylon e João Paulo chegaram bastante a linha de fundo e demonstraram um bom apoio ofensivo. O zagueiro Roberto Dias, que recebeu a faixa de capitão, se mostrou firme no setor defensivo e parou o ataque dos paulistas. Na frente, Thiaguinho infernizou a defesa adversária com seu repertório de dribles.

Apesar das várias alterações, o Alvirrubro continuou mantendo o controle do jogo na segunda etapa. A entrada do meia João Pedro melhorou o setor de criação do Colorado. João chamou o jogo para si e só não criou grandes chances por conta das inúmeras faltas cometidas pela equipe de Franca. O jovem lateral Éder, que também chegou muito ao ataque, assustou o time paulista com as suas cobranças de bola parada. Vale destacar também a boa partida do volante Thiago Toreti. Improvisado na zaga, o jogador demonstrou muita tranquilidade e, de cabeça, causou perigo em duas oportunidades.

Antes de viajar, Nenê Belarmino recebeu a informação que além dos cinco jogadores vetados pelo DM, o volante Xavier, alegando má condição física, e o zagueiro Salinas, que passou mal, não viajariam com o grupo. Lembrando dessas adversidades, Nenê avaliou o teste como ‘positivo’. “Foi um bom teste. Nossa equipe foi organizada, trabalhou bem a bola e criou algumas oportunidades. Sempre que jogamos contra Francana temos dificuldades, pois eles são uma equipe bem armada, forte, com jogadores com bagagem. E ainda existe a questão das baixas que tivemos”.

Embora o grupo tenha assimilado a proposta inicial de trabalho da comissão técnica, Nenê foi claro e disse que o grupo precisa de reforços. “A mentalidade é essa. Ter organização, o controle da posse de bola e realizar uma boa troca de passes. Sabemos, no entanto, que o elenco possui carências e precisa ser encorpado. Hoje, por exemplo, tivemos que improvisar o Thiago e contamos apenas com dois atacantes. Certamente, deverão ocorrer contratações na próxima semana”, afirmou.

O Colorado jogou na etapa inicial com: Alex; Alberto, Thiago, Roberto Dias; Nerylon, Carlão, Cacá, Medina, João Paulo; Thiaguinho e Luís Fernando. Já na segunda etapa, o USC jogou com: Dênis; Cacildo, Thiago, Carlão; Éder, Indio, Guilherme, Tom, João Pedro, Luan; Luís Fernando.

Uberaba é derrotado mas se despede de forma digna do Mineiro

Por José Alves

Quem foi ao estádio Uberabão, neste domingo, pensando em ver mais uma goleada celeste foi surpreendido. O Cruzeiro, sem fazer muita força, foi parado pelo bom sistema defensivo armado pelo treinador do Uberaba, Nenê Belarmino. O resultado só não foi melhor para o Colorado por conta das grandes oportunidades desperdiçadas e de um pênalti infantil, que resultou no gol da vitória celeste.

Sem conquistar uma das vagas para o Campeonato Brasileiro da Série D, o Alvirrubro buscava a vitória contra a Raposa para subir na tabela e ficar como primeiro suplente em caso de desistência do América-TO ou do Villa Nova. Como não conseguiu alcançar mais esse objetivo, o Uberaba terminou a competição na nona colocação e viu o sonho da Série D se transformar em algo ‘quase’ impossível.

Agora, uma reunião na noite de terça-feira define o futuro do USC: que jogadores e dirigentes ficam ou saem e se o time disputa a Taça Minas Gerais.

O jogo

No “Manual de Regras contra times grandes” está escrito que não se pode desperdiçar boas oportunidades e, muito menos, dar bobeira no sistema defensivo. Infelizmente, o Colorado fez tudo ao contrário. É verdade, o Cruzeiro dominou a partida e foi melhor mas aproveitando as chances que teve, o Colorado conquistaria um resultado muito melhor.

Os comandados do técnico Cuca iniciaram a partida melhor e, logo de cara, foram pra cima do Uberaba. Já no primeiro lance, Ortigoza teve boa oportunidade para marcar mas mandou pra fora. Depois foi a vez de Gil tentar de cabeça e a bola foi na rede do lado de fora.

Aos 15 minutos, o Uberaba acordou e deu o primeiro susto no Cruzeiro. Após cobrança de escanteio, Felipe mandou a bola na trave. Depois da boa oportunidade, o Zebu acertou o posicionamento e começou a acreditar em um resultado positivo. O Colorado, com mais tranquilidade no toque de bola, teve a melhor chance da partida aos 28 minutos. O atacante Cadu ficou cara a cara com o goleiro Fábio, mas chutou pra fora.

O Zebu continuou melhor e tendo boas oportunidades. Já aos 43 minutos, Gustavo concluiu com muita força e assustou o goleiro Fábio. No entanto, aos 44 minutos, a Raposa deu rápido contra-ataque e após cruzamento de Wallyson, Ortigoza foi derrubado por Balduino dentro da área. Pênalti que o argentino Montillo cobrou bem e abriu o placar.

No segundo tempo, os jogadores celestes, se poupando, voltaram em ritmo lento. Mesmo assim, Wallyson e Montillo tiveram boa oportunidade para marcar mas desperdiçaram ambas e deixaram o jogo em aberto. Restou ao Colorado mexer e ir para o tudo ou nada. Nenê Belarmino colocou Maradona e Hugo Alexandre. As mudanças deram certo e o Colorado pressionou a Raposa até o final da partida.

Aos 30 minutos, Bruno Campos fez boa jogada individual e cruzou para Marcinho que deu o carrinho e viu a bola passar raspando o seu pé direito. Hugo ainda teve duas chances claras dentro da área mas acabou não conseguindo finalizar com força e facilitou o trabalho do goleiro Fábio, que assegurou a vitória do Cruzeiro pelo placar mínimo.

Para conferir a avaliação dos jogadores do Uberaba Sport Club, clique aqui.

Uberaba é goleado e fica sem chances de conquistar uma vaga na Série D

Por Bruno Sousa

O Ipatinga não tomou conhecimento do Uberaba Sport e venceu por 4×0, em duelo realizado no estádio Ipatingão, ontem, pela décima rodada do Campeonato Mineiro Módulo I, a penúltima da primeira fase. Com o resultado negativo, o Colorado perdeu a invencibilidade em jogos fora de casa neste Estadual. Além disso, o time comandado por Nenê Belarmino não tem mais chances de conquistar a vaga para o Campeonato Brasileiro da Série D. A boa notícia é que, apesar da derrota, o USC não corre mais risco de rebaixamento.

Necessitando da vitória para escapar da zona de degola, o Ipatinga começou a partida com tudo, pressionando o adversário. Apoiado pelos mais de 13 mil torcedores que compareceram ao Ipatingão, o Tigre abriu o marcador aos nove minutos, através do atacante Alessandro. O Alvirrubro até teve uma boa oportunidade de empatar o jogo, mas, Marcinho acabou desperdiçando a chance.

Na segunda etapa, logo aos dez minutos, Léo Medeiros só teve o trabalho de tocar para o fundo da rede, ampliando o marcador. Aos 22, Thiago Santos fez o primeiro dele na partida, o terceiro do Tigre. Quatro minutos depois, o próprio Thiago marcou o quarto do gol da equipe mandante, dando números finais ao duelo.

Na próxima rodada, programada para domingo (17), o USC recebe o Cruzeiro, no estádio Uberabão, às 16h. O zagueiro Ricardo recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrenta a Raposa.

Ficha técnica
Ipatinga 4 x 0 Uberaba
Ipatingão – 16h
Motivo: 10ª rodada do Campeonato Mineiro Módulo I
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF/FMF)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva (CBF/FMF) e Pablo Almeida Costa (CBF/FMF)
Gols: 11-Alessandro, aos 9’1T, 10-Leo Medeiros, aos 10’2T e 17-Thiago Santos, aos 22’2T e 26’2T (Ipatinga)
Público: 13.632 pagantes
Renda: R$ 18.264,00

Ipatinga: Bruno; Eron, Max e Julio Terceiro (Vagner); Geison (Leandro Brasília), Marinho Donizete, Leanderson, Rodrigo Antonio e Leo Medeiros; Chiquinho e Alessandro (Thiago Santos). Técnico: Guilherme Alves

Uberaba: Samuel;  Rodrigão, Felipe e Ricardo; Éder (Rômulo), Balduíno, Gabriel, Cristiano Brasília (Fabiano Souza) e Bruno Campos; Cadu (Juninho Cearense) e Marcinho. Técnico: Nenê Belarmino

Derrota em jogo equilibrado no Junior

Site Oficial

Depois da estreia vitoriosa, o Uberaba Sport Club foi derrotado na segunda rodada do campeonato Junior da Liga Uberabense de Futebol. Em um jogo parelho, o Independente venceu por 1 x 0, no estádio Humberto Soares Júnior (Zé Galinha).

Apesar de enfrentar uma equipe considerada uma das forças das categorias de base da cidade, o Colorado, com um time ainda em formação, encarou de igual para igual o adversário.

A partida foi muito disputada e teve um cartão vermelho para cada lado: Caio, do USC; e Felipe, do Independente. O gol da vitória azul foi de Paulo Vitor.

O Uberaba sufocou o oponente no fim, chegou muito perto do empate, mas, apesar da luta, o empate não veio.

O Independente lidera a Chave A com 6 pontos, enquanto o Colorado ocupa a segunda colocação, com 3 pontos e saldo de um gol. Instituto Djalma Santos, Flamengo e Ipiranga aparecem logo em seguida, todos com 3 pontos. Na lanterna está o Butantã, zerado.

Quatro equipes se classificam para a segunda fase. Na próxima rodada o USC enfrenta o Butantã.

Uberaba sofre mas vence a primeira em casa

Por José Alves / Foto: Jairo Chagas

Foi de forma dramática mas, enfim, o Uberaba Sport conquistou a primeira vitória dentro de casa no Campeonato Mineiro. Mais do que acabar com a sina de não vencer no Uberabão, o Colorado afastou o fantasma do rebaixamento. Agora, o Zebu volta as suas atenções para conquistar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. É complicado mas não deixa de ser possível. Os gols da vitória por 2×1 em cima do Funorte foram marcados por Ricardo e Marcinho.

Com o resultado positivo, o Uberaba chegou a marca de 10 pontos, ficou a seis pontos da zona do rebaixamento e subiu para a oitava colocação. Na próxima rodada, a equipe viaja até o Vale do Aço para encarar o Ipatinga, lanterna da competição.

Uberaba domina primeiro tempo e vence com tranquilidade
Pouco antes de começar a partida, o torcedor alvirrubro ficou sabendo que Maradona ficaria no banco de reservas. No seu lugar entrou o atacante Cadu, que também voltava de lesão. O corte do armador não afetou o Uberaba Sport, que com muita vontade e qualidade na troca de passes, foi melhor desde os primeiros minutos e não deu chances ao Funorte.

A primeira chance alvirrubra foi em cobrança de falta do meia-atacante Cristiano Brasília. O camisa 10 bateu bem e fez o goleiro Raphael trabalhar. Depois, Cadu fez bela jogada individual mas finalizou fraco. A terceira tentativa foi com Bruno Campos. Após rápido contra-ataque e boa troca de passes, a bola sobrou pro ala que perdeu uma grande chance de abrir o marcador.

Aos 31 minutos, o tão esperado gol saiu. Ricardo aproveitou bate e rebate pra mandar a bola pro fundo das redes e fazer a festa da torcida colorada. Ainda na etapa inicial, o Zebu teve boas oportunidades para ampliar o marcador mas não conseguiu. O Funorte viu todo o domínio do Uberaba de forma passiva e não criou nenhuma boa oportunidade. O único que tentou alguma coisa, e mesmo assim sem muita eficiência, foi o rápido e habilidoso Uallison.

USC amplia mas toma susto e partida tem final dramático
O Colorado voltou com a mesma determinação e garra da etapa inicial e foi pra cima da equipe visitante. E o resultado não poderia ser outro. Após boa tabela entre Bruno Campos e Marcinho, o atacante disputou com a zaga adversária, ganhou na base da raça e com um chute forte ampliou o marcador.

Após o gol, o torcedor já pensava na possibilidade de goleada mas aos poucos esse pensamento foi sendo substituído por muita angustia e medo. O Funorte, aproveitando as bobeiras da zaga alvirrubra, começou a pressionar o Zebu. A primeira chance do time de Montes Claros foi com o atacante Dandão. O avante fintou o goleiro Fernando e, em um lance digno de Inacreditável FC, concluiu pra fora. Pouco tempo depois, o volante Gustavo, que voltava de suspensão, foi expulso e facilitou o trabalho do Formigão, que marcou em seguida com o atacante Cristiano.

O gol animou o Tricolor que viu uma grande chance de arrancar o empate e, com isso, partiu pro tudo ou nada. Restou ao Uberaba se segurar e depositar a esperança no goleiro Fernando, que fez inúmeras defesas importantes e contou com a sorte e incompetência do adversário que desperdiçou grandes chances de igualar o marcador.

“Precisávamos de um resultado em casa. Foi uma batalha. E agradeço o apoio da torcida. Demos uma respirada”, disse Marcinho, ressaltando que o foco principal do time passa a ser a possibilidade de alcançar uma vaga para a Série D do Brasileiro.

Em clima de matar ou morrer, Uberaba encara Funorte

Maradona e Cadu estão recuperados e a disposição do treinador.

Por José Alves

No clima de matar ou morrer, o Uberaba recebe o Funorte neste sábado, às 16h, pela antepenúltima rodada do Campeonato Mineiro. Na nona posição e com sete pontos, o Colorado depende só de si para conseguir se livrar do fantasma do rebaixamento. Com uma vitória, a equipe pode ficar com até seis pontos a mais que a primeira equipe da zona do rebaixamento. Para isso, basta o Democrata perder para o Atlético Mineiro já que o Ipatinga, a outra equipe do Z2, enfrentou o América-TO, em partida antecipada, e perdeu por 2×0.

Após empatar com o Atlético Mineiro e manter a invencibilidade fora de casa, o Uberaba Sport terá mais uma chance de dar a primeira vitória dentro de casa para o seu torcedor. Já foram três jogos – América-TO, Tupi e Villa Nova – e três derrotas. E para dar alegria ao torcedor alvirrubro, Cristiano Brasília se espelha no jogo contra o Galo e afirma que a partida de logo mais não vale seis pontos, vale nove. “Claro que jogar contra uma equipe grande sempre motiva mais, porém no próximo jogo teremos mais motivação do que nunca, porque não vai valer seis pontos, vai valer nove. Se ganharmos saímos do rebaixamento já neste sábado, por isso, vamos dar o máximo e entrar motivados como contra o Atlético”.

O técnico Nenê Belarmino, nos treinamentos dessa semana, cobrou uma maior posse de bola, uma troca de passes com maior qualidade, treinou bastante as bolas paradas e adiantou o posicionamento da equipe para dificultar a saída de bola do adversário. Sem falar que o treinador arrumou a saída de bola do Colorado. Os tão rotineiros chutões vão ser substituídos por passes curtos.  Tudo isso para deixar o Colorado tinindo, já que Nenê sabe do peso do confronto e os caminhos para conquistar os três pontos. “Precisamos vencer o Funorte. Tivemos uma semana muito boa para trabalhar. Respeitamos o adversário, mas o nosso intuito é afastar o quanto antes o time desta situação incômoda. Com atenção, determinação e técnica, temos condições de alcançar este propósito”.

Para este confronto, Nenê terá a disposição o meia Maradona e o atacante Cadu. Jogadores importantíssimos que desfalcaram a equipe nos últimos compromissos e fizeram bastante falta. Após mais de 40 dias, Maradona voltou a treinar com bola nessa semana e já recuperou a vaga de titular. O atacante Cadu também se recuperou de uma lesão na coxa e ficará no banco de reservas. Apesar de não começar jogando, o avante sabe muito bem das dificuldades que o Zebu terá pela frente.  “Sabemos que será um jogo difícil, talvez o mais difícil do ano, pois o Funorte está numa situação complicada e precisa pontuar”.

O Uberaba vai encarar o Funorte no esquema 3-5-2 com Fernando; Ricardo, Rodrigão e Felipe; Maurinho, Gabriel, Gustavo, Maradona e Bruno Campos; Cristiano Brasília e Marcinho. No banco de reservas, além do avante Cadu, Belarmino terá a disposição o goleiro Samuel, o lateral Éder, o volante Rômulo, os meias Juninho Cearense e Fabiano Sousa e o atacante Hugo Alexandre.

Marcinho, Brasília e Fabiano Sousa afinaram a pontaria após o coletivo