Valores das obras no Uberabão devem ser divulgados hoje

Uberabão passou vergonha nos confrontos contra Palmeiras e Funorte (Foto: Enerson Cleiton)

Por JM

Técnicos da cidade de Ribeirão Preto (SP) estiveram em Uberaba e avaliaram as condições do gramado e sistema de drenagem do Estádio Municipal Engenheiro João Guido – Uberabão. Agora, após os resultados dos testes, o resultado do que deve ser feito no estádio e o orçamento do serviço devem ser divulgados hoje.

De acordo com o diretor da autarquia do Uberabão, Marcelo Rossetti, a princípio, já se sabe que o gramado está muito prejudicado, sobretudo pelo fato de o solo estar muito compactado com terra. Aliás, a compactação feita com terra e não areia foi apontada pelos técnicos como sendo um dos principais motivos para a drenagem não funcionar adequadamente. “Por incrível que possa parecer, os drenos ainda poderão ser aproveitados. O problema é que com essa compactação, a água das chuvas não chegava aos drenos. Através de testes, percebeu-se que a terra está bem molhada e argilosa e isso deve ser melhorado. O que foi feito no gramado, foi da forma errada”, disse Rossetti, lembrando que as condições e prazos para efetuar o pagamento pelo serviço também serão apresentados ao prefeito Anderson Adauto.

Além do serviço no gramado, as novas cabines de transmissão também devem ser construídas em breve. As medidas já foram tiradas e, a princípio, serão quatro novas cabines na área onde hoje funciona a tribuna. “Essa parte deve sair mais rápido ainda”, revelou Rossetti.

Por outro lado, as benfeitorias ganham um motivo a mais para serem executadas. Rumores vindos do Rio de Janeiro dão conta de que o América-MG pode mandar alguns dos seus jogos pelo Brasileirão 2011 no estádio Uberabão. Outros estádios, como o Serra Dourada, em Goiânia, e o Parque do Sabiá, em Uberlândia, estão na disputa. “Acima de tudo, pensamos no bem-estar do torcedor uberabense. Mas se tivermos condições, será ótimo”, concluiu o diretor.

Anúncios

USC dispensa membros da comissão técnica

O Preparador de Goleiros Gasolina não faz mais parte da comissão técnica alvirrubra (Foto: José Alves)

Por JM

O início da Taça Minas Gerais continua indefinido. Mesmo assim, no Uberaba Sport Club, os primeiros passos visando o segundo semestre já estão sendo tomados. Enquanto o preparador físico e o de goleiros estão liberados pelo departamento de Futebol; o treinador, o massagista e o mordomo, continuam no clube.

O diretor de Futebol Ernani Nogueira nunca escondeu a vontade da permanência do técnico Nenê Belarmino no USC. Por outro lado, o preparador físico Luís César e o de goleiros, Gasolina, não ficam. “Com o Belarmino faltam alguns detalhes bem pequenos. Está praticamente definido que ele volta. E, por enquanto, vamos continuar com o Ricardinho (massagista) e o Deleon (roupeiro). Os demais profissionais estão liberados para procurarem outra equipe”, explicou o dirigente.

Já o retorno de Marcelo Araxá e até a permanência de Ernani Nogueira, continuam incertas. “Sobre o Marcelo, nós precisamos sentar e conversar. Nem eu sei se continuarei. Nesse meio a gente passa por muitas contrariedades. Aos poucos nós vamos definindo”, finalizou.

Calendário. De acordo com o departamento de Futebol, o planejamento para a Taça Minas Gerais prevê que os trabalhos da pré-temporada comecem 40 dias antes da competição.

O arbitral, que obrigatoriamente é feito dois meses antes de qualquer certame, não possui uma data oficial para acontecer. Entretanto, a Federação Mineira de Futebol (FMF) pretende marcar esta reunião com os clubes na primeira quarta ou quinta-feira, após o Campeonato Mineiro.

Diretor do USC não aprova parceria com Sest-Senat

Por JM / Foto: Fernanda Borges

Se depender da opinião do diretor de Futebol do Uberaba Sport, Ernani Nogueira, a estrutura do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST-SENAT) é imprópria para atender a equipe colorada. O dirigente chegou a esta conclusão na visita ao clube, realizada nesta quarta-feira (27).

De acordo com Nogueira, a parceria se torna indevida em razão das dimensões do campo de futebol. “É um lugar bom, com muita coisa boa, mas o campo de futebol não nos atende. Ele é pequeno e precisamos de algo mais próximo dos campos profissionais. A nossa solução seria o campo do Jardim Canadá”, afirmou Ernani Nogueira.

Tal opinião será repassada, ainda hoje, ao presidente do USC, Luiz Humberto Alves Borges. Segundo Borges, a visão de Nogueira é essencial para que possa ou não ser concretizada a parceria envolvendo os clubes. “Ele é o responsável pelo departamento de Futebol. Tudo que for feito depende muito dele. Se o Ernani achar que o local nos atende, nós vamos sentar e discutir a parte econômica. Caso contrário, a parceria se torna inadequada”, afirmou o presidente do USC.

Em virtude de ambos os posicionamentos, a parceria se tornou um plano B. A prioridade dos diretores do Uberaba é o campo no Jardim Canadá. Para este desejo se realizar será preciso um acordo com a Prefeitura Municipal de Uberaba. Segundo o secretário de Esportes, Carlos Dalberto (Belzinho), até o fim da próxima semana, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) deve se reunir com o prefeito Anderson Adauto.  “Vamos conversar com o prefeito e ver a possibilidade de fazermos um termo de comodato ao Uberaba. A gente sabe que precisa de algumas reformas e adaptações”, disse Belzinho. Tudo indica que neste compromisso, além de Belzinho e o prefeito, o presidente do USC irá compor a mesa de reunião.

Parceria com o Sest-Senat é discutida em reunião do Conselho

Na última terça-feira de cada mês, acontece a reunião do Conselho Deliberativo do Uberaba Sport Club. Integrantes da diretoria Executiva e o presidente Luiz Humberto Alves Borges também participam do encontro. É o momento dos conselheiros do Colorado tirarem as dúvidas sobre ações e iniciativas da diretoria, além de propor mudanças e investigar possíveis irregularidades.

Na terça-feira, 26, o presidente do clube, Luiz Humberto Alves Borges esteve presente na tradicional reunião. “É o momento dos conselheiros ficarem mais próximos da diretoria, nos auxiliando em algumas decisões importantes para o futuro do Uberaba”, ressaltou o dirigente.

Dentre os principais assuntos abordados no encontro, foi discutida a possível parceria entre o USC e o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST-SENAT).  O local  oferece total infraestrutura ao usuário, contando com campo de futebol, duas quadras, academia de ginástica e musculação, sala de fisioterapia, vestiários, piscina e hidromassagem, além de atendimento psicológico e odontológico.

O presidente revelou que o diretor de futebol Ernani Nogueira visitaria na tarde de ontem o Sest-Senat. “Após a visita, iremos definir quais acomodações poderão ser utilizadas pelo Uberaba. Repassaremos a nossa escolha para a direção do Sest-Senat. Em seguida, saberemos o custo para podermos usufruir daquele local”, explicou Luiz Humberto. “O ideal para nós era se não tivesse custos. No entanto, a gente sabe que isso é inviável, pois o Sest-Senat é o responsável pela manutenção de toda aquela estrutura”, concluiu.

Em entrevista à Rádio JM, no início desta semana, a coordenadora de Promoção Social da instituição, Tatiana Martins Borges, revelou que o contrato com o Colorado deve ter duração de 12 meses.

A Equipe Pé Quente tentou diversas vezes o contato com o diretor de Futebol Ernani Nogueira. Entretanto, o dirigente não atendeu as ligações.

Uberaba Sport perto de fechar parceria com Sest-Senat

Por JM / Foto: Fernanda Borges

O Uberaba Sport Club está prestes a fechar uma parceria e possuir, por forma de contrato, local adequado para realizar seus treinamentos. A estrutura pertence ao Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST-SENAT), oferece total infraestrutura ao usuário, contando com campo de futebol, duas quadras, academia de ginástica e musculação, sala de fisioterapia, vestiários, piscina e hidromassagem, além de atendimento psicológico e odontológico.

Tudo isso, é claro, tem um preço. E, dessa vez, o USC parece disposto a gastar e investir na preparação física e técnica do time. De acordo com a coordenadora de Promoção Social da instituição, Tatiana Martins Borges, ainda restam o fechamento de alguns detalhes junto à diretoria do Colorado, para que o contrato – a princípio de 12 meses – possa ser fechado. “Nossa intenção é oferecer esse trabalho multidisciplinar tanto aos atletas, quanto aos seus familiares. Assim, podemos disponibilizar o suporte necessário para a garantia de sucesso nos jogos e competições”, explicou Tatiana.

Pessoas ligadas ao Uberaba garantem que em um passado recente, a parceria não vingou pelo fato de o clube não poder pagar pelos serviços. Desta vez, porém, a união entre USC e Sest-Senat tende a dar certo. “Não se sabe ao certo porque não houve acordo na outra ocasião. Mas, desta vez, estamos estudando e parece que a parceria será promissora. Naturalmente, existe um valor a ser repassado ao Sest-Senat para que a segurança, conforto e a manutenção da estrutura sejam garantidos”, explicou Tatiana.

O mandatário do Uberaba Sport, Luiz Humberto Alves Borges, explicou que hoje diretores do clube visitam as dependências do Sest-Senat para avaliar o local. “Vamos elaborar a proposta e a coordenação do Sest vai criar um projeto dentro das nossas necessidades. Com esse projeto e orçamento em mãos, definimos se utilizaremos a estrutura”, explicou Borges, salientando que a falta de dinheiro é total no USC. “De graça seria caro. Então, se não for muito, vamos fechar. Essa definição deve levar, no máximo, uma semana”, concluiu.

Ituiutaba quer jogadores do USC

Bruno Campos foi o destaque na reta final da campanha alvirrubra

Para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, cujo início está programado para o dia 20 de maio, o Ituiutaba pretende contar com dois jogadores do Uberaba Sport Club: o volante Balduíno e o lateral-esquerdo Bruno Campos. A informação foi confirmada por um dos diretores do Boa, Rildo Morais.

“São dois jogadores de qualidade e que gostaríamos de tê-los no nosso plantel. Estamos conversando com o empresário deles e nos próximos dias teremos novidades”, afirmou Rildo, com exclusividade à Rádio JM/630 kHz.

Questionado se existe o interesse em outros atletas do USC, o dirigente do clube boveta se esquivou. “Estamos focados no Módulo II neste momento e não queremos falar sobre a disputa do Campeonato Brasileiro Série B. Quando acabar o Estadual, teremos tempo suficiente para avaliar as possíveis contratações para a Série B”, disse Rildo Morais.

O contrato de Balduíno com o Colorado vai até o dia 15 de maio. Já o de Bruno Campos se encerra em 30 de junho. Entretanto, ambos devem renovar com o Zebu até o fim do Campeonato Mineiro de 2012. Se isso acontecer, os atletas poderão ser cedidos por empréstimo ao Ituiutaba, no segundo semestre.

De acordo com o departamento de Futebol do USC, todos os atletas vinculados ao time que receberem propostas poderão ser emprestados. “Quem tiver proposta será emprestado. O Uberaba não tem condições de ficar pagando os salários dos atletas, já que eles ficarão parados”, afirmou o diretor de Futebol Ernani Nogueira.