USC renova com três patrocinadores

BMG e Rio Branco seguem patrocinando o USC

A diretoria do Uberaba Sport segue trabalhando forte para superar as adversidades financeiras. Através do presidente Luiz Humberto Alves Borges, o clube confirmou a renovação contratual com o banco BMG e com a distribuidora Rio Branco de Petróleo. Além dessas duas marcas, outra que também esteve presente nessa temporada está bem próxima de fechar a renovação. A informação é do diretor de Marketing, Tiago Oliveira.

“Acabou de chegar um email confirmando um patrocinador que já estava esse ano e vai continuar apoiando o USC no ano que vem. A assinatura deste contrato deve acontecer somente na terça-feira. E, por isso, após a assinatura, poderemos divulgar o nome da empresa”, informou. Pouco mais tarde, Tiago deixou escapar que o email partiu da maior vendedora de meias do país, a Lupo.

Ao contrário do presidente, que criticou as empresas uberabenses pela falta de apoio, o diretor preferiu agradecer a ajuda na construção do Centro de Treinamento Colorado. “Hoje, o investimento no futebol é alto. Então, não são todos os empresários da cidade que têm condições de investir. Por outro lado, recebemos um grande apoio de empresas da cidade na construção do CT Colorado. Temos que buscar em multinacionais e empresas de fora patrocínios mais altos”,

A tão pedida contratação de um jogador renomado para levar mais torcedores ao Uberabão e para fortalecer a marca do USC é vista com bons olhos pelo departamento de Marketing. “Gostaria que tivesse alguém que pudéssemos trabalhar a imagem. Mas é preciso que esse atleta atenda ao marketing e ao futebol. Depende também de uma realidade financeira. Essa diretoria não vai jogar um problema para frente”, explicou Tiago.

Buscando uma melhora financeira, o clube ainda aguarda a resposta de, pelo menos, três grandes empresas: Construtora MRV, Fiat e Vale. As negociações deverão ter um desfecho na próxima semana.

Reforço pode vir da Europa

Caio pode pintar no Colorado em 2012

Embora Ernani Nogueira não tenha divulgado nenhum nome dos jogadores que estão negociando com o Uberaba Sport, o @blogdousc apurou que um deles é o meia-armador, de apenas 23 anos, Caio Garcia. Apesar da pouca idade, o jogador já conta com uma vasta experiência nos gramados internacionais. Agora, no entanto, o objetivo do atleta é voltar ao futebol brasileiro.

Revelado pelo ABC de Natal, Caio Garcia Suguino saiu cedo do Brasil. Ainda nas categorias de base do alvinegro, o armador disputou um torneio na Espanha. As boas exibições do garoto chamaram a atenção de alguns clubes. O interesse se transformou em proposta e o atleta acabou indo para o velho continente. Lá, o atleta jogou por três equipes espanholas (UD Poblense,  Fútbol Alcobendas Sport, Atletic Ciutadella), duas romenas (CS ACU Arad, FC Milsami Orhei) e, atualmente, defende as cores do Tarxien Rainbows, de Malta.

<<Confira um vídeo com alguns lances do jogador>>

Segundo o empresário do atleta, o desfecho da negociação deve acontecer no início da próxima semana. “Conversei com o Ernani e acredito que tudo esteja definido até terça-feira. O Caio quer muito voltar ao Brasil e vamos fazer o possível para a negociação se concretizar”.

Nesse ano, o meia figurou na lista de possíveis reforços do algoz do Colorado, Araguaína. Paysandu e Treze também sondaram a contratação do jogador, porém, as negociações não avançaram e o atleta seguiu na Europa, onde disputou a Europa League. “O Caio é um meia de criação de muita velocidade e ousadia. Foi muito bem nos clubes que passou e até chegou a disputar a UEFA Europa League, segunda principal competição de clubes do continente”, relatou o empresário.

Uberaba fecha com doze formalmente

Belarmino quer iniciar o trabalho o quanto antes (Por José Rodrigues)

Faltando pouco mais de três meses para o Uberaba voltar a jogar uma partida oficial, o diretor de Futebol Ernani Nogueira e o treinador Nenê Belarmino já começaram a formar o elenco que defenderá as cores alvirrubras no Campeonato Mineiro 2012. Ernani trouxe, ontem, em entrevista á Radio JM, as primeiras novidades em relação ao novo elenco.

“Eu e o Nenê Belarmino estamos trabalhando muito e já estamos apalavrados com doze jogadores. Como não existe contrato assinado, prefiro não revelar os nomes para evitar possíveis intervenções de outras equipes”, explicou.

A medida preventiva é reflexo do que ocorreu nas últimas temporadas. Assim que chegou ao acordo formal com alguns jogadores, o departamento de Futebol anunciou as contratações. Pouco tempo depois, outros clubes atravessaram as negociações, ofereceram um salário maior e acabaram conseguindo fechar o negócio. Caso do meia Thiago Marin e do lateral Manim na última temporada.

Questionado sobre a possibilidade de alguns jogadores retornarem ao clube, Ernani explicou que está tendo dificuldades por conta da atual situação financeira do clube. “Conversei com o Gustavo, Balduíno, Gabriel e outros, mas eles possuem muitas propostas. Quando isso acontece, fica difícil fazer leilão devido à nossa situação financeira”, explicou.

Anteriormente confirmada para o dia 10 de novembro, a pré-temporada só deverá iniciar alguns dias depois. O fato se deve pelo Uberaba Sport ainda não possuir moradia para acomodar todos os atletas. Tendo consciência das dificuldades e da importância do tempo nessa nova fase, o treinador Nenê Belarmino lamentou a situação.  “Quanto mais cedo a gente se apresentar melhor é. Pois poderíamos observar mais jogadores e as chances de errar nas contratações seriam menores”.

Felipe desabafa e cobra salários atrasados

Felipe bem que tentou. Esperou e superou todos os problemas sem abrir a boca para reclamar da diretoria. Mas, depois de ficar quatro meses sem receber salários, a paciência do defensor chegou ao fim. Pelo twitter, o zagueiro desabafou e criticou o tesoureiro do Uberaba, José Carlos Lombarde.

“Esse tal Lombarde do Uberaba Sport é igual ao Lombarde do Sílvio Santos. Todo mundo conhece, mas ninguém vê. Pagar que é bom, nada”. Pouco tempo depois, o atleta, já mais calmo, apagou a mensagem.

Após o desabafo, Felipe Nogueira conversou com exclusividade com o @blogdousc e explicou o acordo firmado com o Colorado antes de ser emprestado ao Araxá. “Fiz um acordo em que eu garantia a minha volta ao USC e ainda ajudaria o clube recebendo um valor abaixo do combinado anteriormente. Porém, mesmo o valor sendo pequeno, o clube não vem honrando com o compromisso. Já estou desde junho nessa situação e não consigo mais suportar”.

O jogador ainda mostrou consciência com os problemas financeiros vividos pelo Zebu, mas relatou que já não vem conseguindo arcar com as suas despesas pessoais. “Eu entendo o lado do Uberaba. Sei que é complicado pagar salário para um atleta que não está atuando pelo clube. Por isso, tentei ajudar, fiz a minha parte e fechei o acordo com um valor baixíssimo. Agora, as minhas contas já estão começando a vencer e não tenho condições de paga-las. Quem aguentaria calado uma situação dessas? Não dá..”

Mesmo decepcionado com a diretoria alvirrubra, Felipe Nogueira fez questão de finalizar falando do seu carinho pelo Colorado. “Eu cresci no Uberaba, conquistei duas Taça Minas Gerais e cheguei a duas decisões pelo acesso na Série D. Sempre vou ter um carinho especial por esse time. Espero que tudo termine da melhor maneira possível. Não quero estragar nada da minha bela história com a camisa colorada”.

Outros jogadores também aguardam pagamentos
A complicada situação dos salários atrasados não é exclusividade do zagueiro Felipe. O goleiro Fernando, que também está emprestado ao Araxá, passa pelo mesmo problema do defensor. O arqueiro não recebe desde junho e, por isso, não deve renovar com o Uberaba Sport. Rodrigão, que está emprestado ao CRB, tem a situação um pouco menos desconfortável: apenas um mês de salário atrasado. O também zagueiro Max e o volante Gustavo são outros que aguardam pagamentos do USC.

Capitão também não deve retornar


Depois de Felipe e Fernando darem sinais que não devem voltar ao Uberaba Sport em 2012, foi a vez do zagueiro Rodrigão afirmar que a sua passagem pelo Colorado pode ter chegado ao fim. O jogador, que foi capitão do USC no primeiro semestre, tem contrato em vigor com o Zebu até o final do Campeonato Mineiro 2012. Já a passagem pelo Galo de Campina vai até o final de novembro.

“Estou em um momento ótimo aqui no CRB. Já sou capitão da equipe, conquistei credibilidade com a diretoria, com a comissão técnica e com a torcida. Ainda não penso no Uberaba, pois estou totalmente focado aqui – o clube alagoano luta pelo acesso a Série B – e ainda não tenho ideia de como será o meu futuro”, afirmou o defensor, que não escondeu o fato de ter recebido propostas de outros clubes.

Apesar do Colorado ter tido um ano complicado, Rodrigão fez questão de relembrar os bons momentos vividos com a camisa alvirrubra. “Apesar do pesares, não tenho nada a reclamar do Uberaba. Passei por grandes momentos, conquistei dois títulos (Taça Minas Gerais 2009, 2010) e recebi um grande carinho da torcida”.

O zagueiro ainda revelou que o fator determinante em sua volta é muito mais profissional do que financeiro. “Aqui no CRB, por exemplo, recebo menos do que no Uberaba. O fato é que eu sempre busco o melhor pra minha carreira e o CRB, nesse momento, é o melhor pra mim. É um clube de massa, que paga corretamente e que pode estar disputando a Série B no próximo ano. Tenho contrato com o USC, no entanto, não posso negar que vou analisar cuidadosamente cada proposta e, assim, decidir o que é melhor pro meu futuro”, finalizou.